Pabllo Vittar detona o Brasil, diz sentir vergonha de ser brasileira e ataca Bolsonaro

A cantora Pabllo Vittar recebeu recentemente uma premiação promovida pela revista Time. O editoral classificou a brasileira como uma das principais líderes da próxima geração. Em seguida, ela teceu uma série de críticas ao presidente da República, Jair Bolsonaro, questionando ainda a sua maneira de governar.

A drag queen insinuou que sente vergonha em ser brasileira, e o motivo para isso seria o político. Ela foi convidada a participar de uma entrevista promovida pela mesma revista e, em um dos trechos da conversa, afirmou: “Às vezes, sinto muita vergonha de ser brasileira por causa desse presidente”.

Pabllo Vittar disse ainda que, no Brasil, as pessoas estão morrendo. Afirmou também que direitos e moradias estão sendo retirados do povo, mas sem comprovar tais acusações: “As pessoas estão morrendo. As pessoas estão tendo suas casas e direitos retirados”, disse, completando que o clima no país segue cada vez mais tenso.

Violência contra o público LGBTQ+

A artista disse que faz orações constantes, pedindo proteção para ela, sua família e amigos. Destacou que o país vive momentos de muita violência, sendo que os alvos são o público que engloba o grupo LGBTQ+. Enumerou ainda as dificuldades enfrentas por um artista da causa: “No Brasil, ser artista LGBTQ é matar um leão a cada dia. Todo dia você tem que se provar que pode e mostrar para as outras pessoas isso”, desabafou.

Leia mais